Você sabia que as mulheres dominam o mercado da Odontologia? Isso mesmo, uma pesquisa do IBGE realizada a cada 10 anos afirma que 69% dos profissionais que se formam na área são do sexo feminino. E é exatamente esse o propósito deste dia, celebrar as conquistas que as mulheres vêm alcançando. E quanto o mercado de trabalho, o sucesso não seria diferente. Por isso, nós do Sorrisologia pensamos em comemorar da nossa própria maneira, convidando algumas de nossas especialistas para comentarem o que é ser mulher na Odontologia. Chamamos as dentistas Heloísa Crisóstomo, Kalina Diniz, Vânia Côrtes e Sofia Cabaleiro para nos contarem os principais desafios e prazeres da profissão.

Quem disse que mulheres não podem extrair um dente?  

O ramo da odontologia já está repleto de mulheres que cada vez mais conquistam clientes com sua sabedoria. Mas, infelizmente, muitas pessoas ainda não conseguiram entender que o trabalho feminino é tão eficaz quanto qualquer outro. A profissional de dentística Heloísa Crisóstomo conta que já passou por um episódio de preconceito por ser mulher, ainda no início da carreira. Ela iria atender um paciente idoso na zona rural, mas o paciente desistiu do atendimento quando perguntou se seria ela a profissional que realizaria sua extração de dente. “Respondi que sim com um sorriso, pois percebi que não estava muito receptivo. Ele deu meio volta e foi embora! Disse que eu não tinha força suficiente para realizar o procedimento”, relembra. Muitas pessoas ainda acham que somente dentistas homens conseguiriam realizar uma extração. “Mas mal sabe ele que a técnica é mais importante que a força”, completa ela.

Heloísa, contudo, não se deixou abater. “De lá para cá, as mulheres foram se mostrando tecnicamente fortes, unindo delicadeza a ‘fortes conhecimentos’ e assim dominando ainda mais a profissão!”, afirma. E ela acredita que o olhar feminino a ajudou no crescimento da carreira. Por atuar com Dentística, é importantíssimo que os especialistas tenha uma percepção mais apurada de estética, simetria e proporção, precisando de uma delicadeza nata. Para ela, ser dentista é saber lidar com gente e amar o que faz, o que as mulheres têm de sobra. “É saber guardar uns minutinhos da consulta só para ouvir o que seu paciente tem para desabafar. É saber se preocupar na medida certa, se colocar no lugar do outro. É doação!”, finaliza.

Mãe e dentista: como conciliar as duas áreas da vida?

Mulher e mãe, mãe e mulher. No mercado de trabalho pode ser difícil separar essas palavras. A especialista em dentística Kalina Diniz contou que o principal desafio de ser dentista e mulher foi conciliar a vida profissional com a pessoal. “A dupla ou tripla jornada, muitas vezes, faz a gente desacelerar o ritmo ou se dedicar mais a uma das ‘vidas’”, comenta ela. E ela precisou fazer essa escolha! “Optei por parar a minha carreira profissional para me dedicar, exclusivamente, à minha família”, conta. Conforme seus filhos foram crescendo, ela conseguiu voltar para a Odontologia e se reinserir no mercado. Mas pode acreditar, isso não é fácil.

Mesmo com todos os desafios e obstáculos que precisou passar, ser dentista é um dos verdadeiros orgulhos de Kalina. “A odontologia, quando escolhida, por coração, nos dá muitos prazeres também, pois nos encanta em poder ajudar aqueles que nos procuram para aliviar a dor, além de cuidar da curva mais linda do ser humano: o sorriso”, conta. Para as novas dentistas da profissão, a especialista tem alguns conselhos. “Jamais desistir da carreira, por mais difícil que seja. Além disso, tentar conciliar a vida profissional com a pessoal, pois estes dois lados tem que crescer juntos”, aconselha.

Ser dentista não é apenas cuidar de dentes, mas de pessoas 

Como qualquer outra profissão, a Odontologia é cheia de desafios. Mas cá entre nós: é bem mais legal quando vamos atrás de nossas próprias conquistas. A clínica geral com aperfeiçoamento em odontopediatria Sofia Cabaleiro conta que os obstáculos começaram desde cedo, ainda com a graduação. Segundo ela, a faculdade pode pedir um investimento alto, por conta da alta quantidade de tecnologias e materiais necessários. Depois de completado o ensino superior, podem aparecer momentos de insegurança, devido à entrada no mercado. Mas a educação não para por aí: também é importante que as dentistas estejam constantemente atualizadas com as novas tecnologias e novidades da área. Mas nenhum dessas adversidades é capaz de abater a força feminina. “Para lidar com esses desafios é necessário ter coragem, e isso, nós mulheres, temos de sobra!”, afirma.

Segundo a especialista, tudo isso faz parte da profissão e é exatamente o que a motiva na carreira. “Enfrentamos todas as dificuldades para, no fim do dia, vermos um sorriso restaurado. Não medimos esforços para promover o alívio da dor de um paciente e é isso que nos motiva para seguir em frente. A deliciosa sensação do abraço de um mini paciente ao fim do tratamento e o agradecimento de um pai e uma mãe é certamente um combustível para acreditar que escolhi a profissão certa! Afinal, não cuidamos apenas de dentes, cuidamos de pessoas, e isso é o mais valioso”, finaliza.

O sucesso das dentistas está nas atualizações e no amor

Quando estamos falando da saúde bucal dos pequenos, a odontopediatra Vânia Côrtes diz que não vê tanta diferença entre os profissionais do sexo feminino e do masculino. Mas, para ser uma profissional de sucesso, é preciso ser guerreira. “Eu diria às novas dentistas para batalhar, sempre se atualizar, colocar amor em tudo que fizer, que não tem erro: com absoluta certeza será uma profissional de sucesso”, comenta. Na verdade, todas as profissionais concordam que os cursos de atualizações são importantíssimos para a formação da profissional. E Vânia completa que o amor pela carreira é também essencial. “Amo o que faço e sempre tive muito prazer em trabalhar. Sempre fui para o consultório feliz e isso não tem preço, me orgulho disso! Trabalho com amor!!”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Heloísa Crisóstomo – Odontologista com aperfeiçoamento em dentística, prótese e prótese sobre implante
CRO: DF-CD-8149

Kalina Diniz – Dentística e Odontologia Estética
São Paulo – SP
CRO-SP: 110560

Sofia Cabaleiro – Clínica geral com aperfeiçoamento nas áreas de cirurgia, endodontia e odontopediatria
Belo Horizonte, MG
CRO-MG: 34919

Vânia Côrtes – Especialista em Odontopediatria
Curitiba – PR
CRO PR 14.282