Engana-se quem pensa que o dente mole é um problema que surge apenas na infância. Na verdade, o quadro também pode atingir adultos e idosos e, muitas das vezes, é um sinal de que algo não vai bem com a sua saúde bucal. Além de não ser agradável nada agradável, os dentes moles e doendo sem o tratamento adequado podem trazer consequências ainda mais sérias. Pensando nisso, nós reunimos aqui embaixo as principais causas desse problema e como evitá-lo. Veja só!

1) A periodontite é uma das principais causas de dentes moles 

Responsável por grande parte da perda dentária, a periodontite é a causa mais comum de dentes moles e doendo em adultos. A doença, que afeta a gengiva e o osso que dá suporte para os dentes, é reflexo da falta de cuidados bucais ao longo da vida, o que leva a formação de placa bacteriana. Quando não tratado, o quadro pode evoluir para a perda óssea, que tem como primeiro sintoma o enfraquecimento dos dentes. Por isso, é importante que o paciente saiba usar todas as ferramentas para higiene bucal, como a escova de dentes e o fio dental. Além disso, ir ao dentista é um compromisso que deve fazer parte da sua agenda. 

2) Dente mole e doendo pode estar ligado ao quadro de bruxismo

Se você sofre com quadro de bruxismo durante a noite, certamente já deve ter sofrido com a sensação de dente mole e doendo. Acontece que, o movimento de ranger os dentes causa o desgastes dos elementos, o que pode afetar diretamente as raízes periodontais. Nesses casos, as causas para o distúrbio podem estar ligadas à estresse e ansiedade. Esse hábito frequente, pode resultar no amolecimento e enfraquecimento dos dentes. Sendo assim, é fundamental que o paciente busque ajuda médica para que o controle seja feito por uma equipe multidisciplinar que envolve dentista, fonoaudiólogo e psicólogo.

3) Tirou o aparelho recentemente? Isso pode ser o motivo para dor de dente

A retirada do aparelho ortodôntico traz uma série de mudanças para o seu sorriso. Entre elas, está a sensação de dente mole e doendo. Isso porque a movimentação dentária durante o tratamento é feita através de uma força de tração ou pressão sobre os dentes. Justamente por isso, é comum que o paciente perceba, entre uma consulta e outra, que os dentes estão moles ou com certa mobilidade. Mas não se preocupe: não existe risco de queda dos dentes e o efeito é passageiro.

4) Traumas e batidas também podem resultar em dente mole e doendo

O trauma é outro fator que também pode resultar no amolecimento dos dentes. Quedas, pancadas e impactos, por exemplo, são problemas eventuais que podem contribuir para o quadro. Isso porque os ligamentos periodontais dos dentes – que seguram as raízes – podem ser esticados durante o episódio, o que resulta em dentes moles e doendo. Os sintomas podem se manifestar até alguns dias após o trauma. Ainda assim, é importante consultar o seu dentista de confiança para um check-up e, assim, garantir a sua saúde bucal.  

5) Diabetes é uma das doenças responsáveis pela dor de dente 

Além da falta de higiene bucal, existe uma outra condição que pode contribuir para problemas gengivais: a diabetes. Nesse caso, um paciente com diabetes descontrolada possui mais riscos de desenvolver gengivite e periodontite, que provoca o amolecimento dos dentes e a perda óssea. Tudo isso porque a circulação sanguínea fica prejudicada nessa área. Para prevenir esse e outros problemas, o ideal é manter uma boa rotina de higiene bucal e evitar alguns hábitos que podem contribuir para o descontrole da diabetes, como bebidas alcoólicas, fumo, consumo de doces e até mesmo estresse.