Não é novidade para ninguém que a troca de dentes é um dos processos mais importantes para saúde bucal das crianças. Por isso, ao perceber que o dente de leite não cai é preciso ligar o sinal de alerta. Embora não seja um problema tão grave, essa pequena disfunção pode causar bastante desconforto e até mesmo inflamação na gengiva do seu pequeno. Para saber mais sobre o assunto, o Sorrisologia reuniu as principais consequências do dente de leite não cair e como ajudar o seu filho nesse momento. Veja só!

Afinal, o que pode causar o atraso na troca de dentes

No geral, toda criança costuma ter 20 dentes de leite na boca que são gradativamente substituídos por 32 permanentes dos 5 aos 13 anos de idade. No entanto, existem alguns fatores que podem contribuir para que esse processo não ocorra de maneira natural e, muita das vezes, prejudique a saúde bucal do seu pequeno. Uma alimentação processada e líquida, por exemplo, pode diminuir o estímulo mastigatório em cima dos dentes, o que pode contribuir para o atraso na troca de dentes. A falta de espaço e o posicionamento dos dentes na arcada dentária também pode contribuir para o quadro. Além disso, fatores emocionais também podem estar ligado ao episódio, já que contribuem para uma gengiva enrijecida e muito fibrosa.

Dente de leite não cai: entenda as consequências desse quadro

Embora a retenção prolongada – condição que gera o atraso na troca de dentes – não resulte em grandes complicações, é importante ter alguns cuidados como os pequenos. Isso porque a demora na queda do dente de leite pode vir acompanhada de incômodo ao se alimentar, inflamação nas gengivas e até mesmo cáries devido ao acúmulo de alimentos na região. Sendo assim, ao perceber o quadro, o primeiro passo é buscar um odontopediatra para avaliar a situação do seu filho e, assim, garantir o melhor tratamento. Lembre-se: em hipótese alguma tente arrancar ou extrair o dente do seu filho em casa. A tentativa pode causar fratura da raiz e inflamação na região, dificultando ainda mais a remoção desse elemento.

O que deve ser feito quando o dente de leite não cai?

É importante destacar que não se deve forçar para que o dente de leite caia. Ao notar que o elemento está longe de “apontar”, o ideal é buscar formas de estimulá-lo a sair naturalmente. Investir em alimentos sólidos para incentivar a mastigação, por exemplo, é uma boa solução. Mas, se ainda assim, os dentes permanentes não apontarem é importante levar o pequeno ao consultório odontológico para avaliar o quadro e garantir o tratamento adequado. Dessa maneira, é possível até mesmo evitar prejuízos ortodônticos para o sorriso do seu filho, como quando o dente leite segue até a adolescência ou quando o dente permanente nasce no local errado devido o de leite não ter caído.