Produto Relacionado:
Creme Dental Oral-B 3D White Perfection

Creme Dental Oral-B 3D White Perfection

Compre aqui

Ter dentes brancos é o sonho de muita gente e, graças aos avanços da dentística, não é uma realidade tão difícil de se alcançar. O ramo de procedimentos estéticos na odontologia tem sido cada vez mais procurado, principalmente quando o assunto se trata de clareamento dental. Embora seja mais comum fazer esse tratamento no consultório do dentista, existe também a técnica caseira feita através de gel clareador e moldeira com a supervisão de um profissional. Quer saber como fazer esse clareamento em casa? O Sorrisologia entrevistou o especialista Vinícius Barçal que contou o passo a passo do procedimento.

O que é o clareamento dental caseiro?

A técnica de clareamento caseiro com moldeira é indicada para pacientes que possuem dentes naturalmente escurecidos, escurecidos por corantes, que passou por escurecimento fisiológico, entre outras indicações. O dentista revela as principais vantagens desse tratamento em relação às técnicas de clareamento de consultório: “A técnica é mais simples e de fácil aplicação (após as instruções do dentista), possui um tempo reduzido de atendimento clínico, custo reduzido, pode ser empregada em vários dentes simultaneamente, não utiliza uma fonte de calor externa, apresenta boa resposta inicial e bom prognóstico, além de ter baixa incidência de efeitos secundários”, revelou.

O que é preciso para fazer o clareamento dental em casa?

Para que o clareamento seja feito de forma segura, é preciso tomar alguns cuidados antes de iniciá-lo e o primeiro passo é um avaliação profissional. “O dentista deve verificar se o paciente apresenta uma boa saúde bucal, se está livre de cáries, gengivite e se faz um bom controle de higiene”, explicou. Feito isso e certificando-se que está com a saúde bucal em dia, chegou a hora de entender as recomendações do especialista para realizar o tratamento em casa.

Nesta etapa, é preciso usar uma moldeira, seringa de gel clareador e um dessensibilizante (quando necessário). O processo se inicia quando o dentista confecciona uma moldeira personalizada para o paciente – que é adaptada para o formato dos dentes e arcada de cada um, evitando o extravasamento do gel -, onde o mesmo poderá aplicar o gel clareador em domicilio sob as orientações do profissional.

“Durante a consulta, o dentista também realizará o registro da cor inicial e indicará os cuidados com a moldeira, higiene bucal e restrições alimentares. Será preciso também a realização de consultas periódicas ao longo do tratamento, para que possa acompanhar de perto a evolução do clareamento, avaliando a necessidade de intervenções”, esclareceu Vinícius.

Como o clareamento caseiro é feito? 

O clareamento dental trata-se de um processo químico, onde os radicais livres provenientes do agente clareador penetram na estrutura dentária e realizam a oxidação das cadeias carbônicas que constituem as moléculas pigmentadas. No clareamento caseiro supervisionado, usamos um gel clareador com concentração mais baixa. “Os géis utilizados no consultório possuem maior concentração e para que possam ser aplicados a gengiva deve ser isolada com uma barreira, evitando a queimaduras”, atentou o especialista. Por esse e outros motivos, se torna tão importante realizar esse procedimento com a orientação de um profissional. Para cada paciente existe uma indicação, mas o clareamento dental caseiro costuma ser feito da seguinte forma:

1º passo) O paciente escova os dentes como de costume;

2º passo) Em seguida, ele aplica o gel dentro da moldeira

3º passo), que é encaixada corretamente na arcada dentária;

4º passo) Deixe o produto agindo de acordo com o tempo indicado pelo seu dentista;

5º passo) Após o tratamento, escove os dentes novamente para remover o produto

6º passo) Finalize com um enxaguante bucal com ação clareadora.

O clareamento caseiro é feito gradualmente, todos os dias, de manhã ou à noite, de acordo com as orientações do seu dentista.

Quais cuidados devemos ter antes e depois do clareamento dental caseiro?

O clareamento caseiro não apresenta riscos quando é bem indicado e feito sob supervisão de um dentista. Entretanto, o efeito colateral mais comum durante o tratamento clareador é a sensibilidade dentinária: “Ela deve ser relatada pelo paciente ao dentista, e este então avaliara a necessidade de intervir com aplicação de flúor, dessensibilizantes ou pastas dentárias com dessensibilizantes, e em casos mais graves e raros a suspensão do tratamento”, alertou Vinícius.

Porém vale ressaltar que o gel clareador pode causar queimaduras na mucosa oral (gengiva) quando aplicados em excesso e de forma incorreta. Por isso é importante seguir todas as recomendações dadas pelo seu dentista e não realizar este tratamento por conta própria.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Vinícius Barçal – Odontólogo e Especialista em Estética
Rio de Janeiro – RJ
CRO-RJ: 3979-7

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Vinícius Barçal – Odontólogo e Especialista em Estética
Rio de Janeiro – RJ
CRO-RJ: 3979-7

Fonte: http://www.sorrisologia.com.br

Agende sua consulta pelo WhatsApp!
Enviar WhatsApp