Não é novidade para ninguém que o aparelho ortodôntico é uma das grandes apostas para quem busca um sorriso alinhado. Mas, o que poucas pessoas sabem é que o aparelho móvel também é um grande aliado nesse processo. Justamente por isso, é importante saber que esse tipo de tratamento também requer alguns cuidados diários. Tendo em mente que algumas dúvidas podem surgir ao longo do caminho, o Sorrisologia reuniu em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre o aparelho ortodôntico móvel. Veja só!

1. Aparelho ortodôntico móvel

Engana-se quem pensa que o tratamento ortodôntico requer apenas o uso do aparelho fixo. Na verdade, o aparelho móvel é tão importante quanto para garantir dentes alinhados e certinhos. Mas você sabe o porquê? Ou como esse aparelho que pode ser retirado pelo paciente quanto ele quiser pode contribuir para o seu sorriso? Se não, que tal compreender a verdadeira importância do aparelho ortodôntico móvel e sanar outras possíveis dúvidas?

1.1. A importância do uso do aparelho móvel após o tratamento ortodôntico

Depois de longos meses com o aparelho ortodôntico fixo, ter que usar o aparelho móvel está longe de ser o sonho de alguém, certo? Mas, ao contrário do que muitos pacientes pensam, ele é extremamente necessário para prolongar o tratamento. Isso porque ele atua com a finalidade ortodôntica, ou seja, promove pequenas movimentações no posicionamento dos dentes, resultando em um sorriso ainda mais alinhado. Dessa forma, é possível evitar que os dentes voltem a ficar tortos após a retirada do aparelho fixo.

Além disso, o aparelho móvel também pode funcionar como um guia ortodôntico em alguns casos específicos. Durante a infância, como os ossos da face ainda estão em fase de desenvolvimento, é possível usar o aparelho móvel para orientar corretamente o crescimento da mandíbula e da maxila, impedindo o surgimento de dentes tortos e outros problemas posteriores.

1.2. Em quais situações o uso do aparelho móvel é indicado?

Assim como acontece com o aparelho ortodôntico fixo, o móvel também pode ser usado para diferentes tipos de tratamento. Nesse caso, a melhor forma de descobrir se o aparelho móvel se encaixa nas suas necessidades é consultando o seu dentista de confiança. Geralmente, o aparelho móvel é indicado para pacientes que precisam fazer pequenas movimentações dos dentes para organizar as funções da boca, como a mastigação, a respiração e a fala. Além disso, ele também costuma ser indicado para finalizar o tratamento ortodôntico de pacientes que usaram o aparelho fixo.

2. Tipos de aparelho ortodôntico móvel

Depois de ler as informações anteriores, você já deve ter percebido que os aparelhos móveis não são todos iguais, certo? Acontece que, existe uma série de tipos de aparelhos móveis disponíveis no mercado odontológico, que variam de acordo com a finalidade do tratamento. Desde o tradicional com pequenos fios metálicos, até os alinhadores estéticos transparentes, que são praticamente imperceptíveis e a solução perfeito para os preocupados com a aparência de seus sorrisos.

2.1. Aparelho móvel funcional

Indicado para pacientes com a arcada inferior recuada ou com problemas de mordida aberta, esse provavelmente é um dos tipos mais comuns de aparelho móvel. Com uma estrutura metálica que envolve os dentes, o aparelho móvel funcional é usado para estimular, inibir ou direcionar o crescimento e o posicionamento da mandíbula. Justamente por isso, é um dos tratamentos mais recomendados para crianças e adolescentes que ainda estão em fase de desenvolvimento.

2.2. Aparelho móvel de contenção

Esse é o clássico aparelho móvel utilizado para finalizar o tratamento ortodôntico. Feito de acrílico e incolor, o aparelho móvel de contenção serve como uma contenção para possíveis desalinhamentos dentários. Por isso, seu uso deve ser constante e de acordo com o tempo indicado pelo ortodontista.

2.3. Aparelho móvel invisível

Este modelo costuma ser recomendado para tratamentos menos complexos. Com uma tecnologia inovadora, o aparelho móvel transparente é feito em acetato sem coloração, o que o torna imperceptível. Com o mesmo objetivo do aparelho fixo, o invisível é usado para corrigir o posicionamento dos dentes através de alinhadores fabricados sob medida.

2.4. Aparelho móvel extrabucal

Considerado um dos aparelhos móveis mais usados por crianças, o extrabucal possui a função de controlar o crescimento da arcada superior e movimentos os dentes superiores para trás. Ele é feito por uma cinta de nylon que se apoia atrás do pescoço ou na cabeça e um arco facial externo.

3. Cuidados necessários durante o uso do aparelho ortodôntico móvel

Embora alguns pacientes acreditem que usar aparelho móvel é simples e não exige grandes cuidados, a tarefa requer uma boa dose de responsabilidade. Isso porque, além do comprometimento do uso, existem outros fatores que podem influenciar diretamente no funcionamento do acessório. A higiene, por exemplo, é o principal deles. Para não deixar nada passar batido, veja alguns hábitos que devem ser seguidos para que não haja problemas ou quaisquer inconvenientes durante o uso do aparelho ortodôntico móvel.

3.1. A higiene do aparelho móvel deve ser prioridade

Reforçar a importância da higiene quando se usa aparelho ortodôntico pode ser repetitivo, mas é fundamental. Isso porque os riscos de restos alimentares grudarem não apenas nos dentes, como no próprio aparelho, são bem altas. Sendo assim, é importante que os cuidados com a rotina de escovação sejam redobrados. Para limpar o aparelho móvel, é mais fácil do que se imagina: você vai precisar apenas da sua própria escova de dente e creme dental. Se quiser reforçar a limpeza, basta imergi-lo em meio copo de enxaguante bucal com propriedades bactericidas. Mas atenção: não use água quente! O calor pode deformar a resina do seu aparelho e prejudicar o seu tratamento.

3.2. É preciso ter disciplina durante o uso do aparelho móvel

Diferente do aparelho ortodôntico fixo, o móvel permite que o paciente possa removê-lo a qualquer momento. É justamente aí que mora o perigo! Isso porque ficar muitos dias sem usar o aparelho também pode ser prejudicial no tratamento, correndo o risco do acessório não encaixar mais na arcada dentária. Além disso, essa atitude pode aumentar o tempo necessário para a correção do problema. Sendo assim, é importante que o paciente tenha em mente que o aparelho móvel deve ser retirado apenas quando for realmente necessário, como para limpeza do acessório. Lembre-se: o resultado do seu tratamento também depende de você, ok?

3.3. O aparelho móvel também requer manutenção

Assim como o aparelho tradicional, o móvel também exige uma rotina de manutenção para que o tratamento ocorra da maneira correta. Por esse motivo, é importante que o paciente tenha em mente que as visitas frequentes ao dentista são fundamentais. Nesse caso, os fatores que podem influenciar no intervalo entre uma consulta e outra é o seu quadro e o aparelho que escolhido.